textos

Falsas verdades

18:24

 Olha pra mim quando for me dizer que você começa uma coisa sabendo que não vai dar certo e que não se importa com a dor de cabeça e sentimentos massacrados que isso pode causar. Olha nos meus olhos e me convence de que você sabe que pode mudar as coisas, e se não mudarem, me diz com tom de quem tem certeza e tá indignada pela pergunta se você adaptaria-se ao convívio com alguém cuja única semelhança são os cachos do cabelo que ambos têm. Por fim, ri na minha cara quando eu te perguntar, ao ver que tudo que você me disse não me desceu desde a primeira palavra, como foi que isso começou? Gela, perde a fala, faz-se como se tivesse visto algo que não queria, procure novas falsas verdades pra tentar me enganar quando eu te perguntar o porquê disso ter começado.

Procura conforto em coisas que você pode comprar, procura motivos para dizer que isso é importante na sua vida enquanto vira uma xícara amarga de café aos poucos, usando brincos e pulseiras, e colares, e a sua roupa preferida, e um par de meias cinzas, e na lembrança a pulseira que você destruiu em mil pedaços com o intuito de fazer chegar até ele a dor que ele te causou, porém, materializada. Mas nunca chegou. Se abre pra mim, não era necessário todo esse drama, as cicatrizes na sua mão que persistem ao tempo, e a beliche de madeira que persistiu aos inúmeros socos, ao elevado teor de cafeína no seu organismo, todas as coisas que você rasgou… Foi tudo em vão, minha querida? Quanto tempo demora pra superar coisas que não deram certo? Quanto tempo demora pra superar que você ainda não superou? As músicas te dizem que cerca de oito meses à primeira pergunta, mas você prefere os poemas que dizem que nesta vida há só incertezas e despedidas e prefere não responder a segunda.

Mas não se preocupa, eu tô aqui com você. Se for pra sofrer, sofremos juntas, só me faz o favor de levantar, mas cuidado pra não tropeçar no monte de mentiras que você contou durante esses anos. Uma dica que eu te dou é se apoiar nas desculpas que você dizia pra eles. Elas eram sempre a mesmas, certo? Concreto. Dá pra se apoiar sim. Mas enquanto anda, pise como se estivesse pisando em ovos, pois assim são seus sentimentos. Não importa quantas pessoas você já fez chorar, seus sentimentos sempre serão os mais frágeis… mas você é desastrada, desajeitada, acabou de pisar com força nos sentimentos de alguém. Alguns meses depois, quando ele conseguiu reunir coragem pra te tirar de sua vida e o karma se fez real, culpou ele pela confusão. O fez sentir-se errado, ignorou-o por semanas, fez acreditar que o que ele fez, não se faz. O que ele fez? Ele livrou-se por vez desse jogo doentio cuja regras você escreveu a lápis, antes da borracha acabar. Mas o fez da mesma maneira que você nunca faria, pois você não tiraria alguém da sua vida de propósito. Que graça teria?

Esse sorriso. É isso que eu queria ver. Esse sorriso de quem sabe que não vale nada. Vamos fazer alguma coisa antes que o tédio apareça e abra uma brecha pra melancolia voltar. Liga seu notebook e procura aquele filme que tem histórias reais. Sem finais felizes, porque o que mais tem nesse mundo é sofrimento, em todas as formas, por todos os motivos, em todos os países. Qual é o país mais feliz do mundo? O país no-where. Vamos assistir a dor e fazer ela descer. Nada tão delicioso como a verdade, nada tão forte como aceitar a verdade. Quando estranharem nosso comportamento, não tente explicar, não é seu dever, muito menos o meu. O que temos que entender é que a moça do filme que passa no notebook é você, e se no final for igual pra você como foi pra ela, nós estamos contentes e continuaremos desse jeito.

You Might Also Like

0 comentários

Oi!! Deixe seu comentário na caixinha dizendo o que achou do post, do blog ou simplesmente tirando alguma dúvida.
Para avisos sobre memes ou selinhos, comentem na página de selinhos (clique no link "Selinhos" lá em cima), por favor. Se não eu nunca vou responder por pura distração :\
Se quiser fazer uma troca de links, ou seja: parceria, comente na página "Mais blogs". O link está lá em cima, perto do link "Selinhos", vou adorar ter parceria com o seu blog :)
Então, é isso. Obrigada por comentar, volte sempre!

Cadastre-se no blog

SUBSCRIBE

Já me visitaram